escritório de advocaciaA área do direito que fica responsável por tratar das questões do âmbito familiar é conhecida como direito de família e sucessões e está relacionada com as diversas temáticas que são tratadas no núcleo familiar.

São vários os tipos de situações que envolvem este segmento e, portanto, é indicado que se procure um escritório de advocacia para ter mais informações sobre essas temáticas e também para encontrar um profissional especializado nesta área do direito, que inclui, entre outras situações:

  • Casamento;
  • Divórcios judiciais e extrajudiciais;
  • Guarda e visita aos filhos;
  • Pensão alimentícia;
  • Investigação e confirmação de paternidade;
  • Inventários e partilhas judiciais e extrajudiciais;
  • Herança;
  • Testamento.

Condução do processo

Muitas vezes a família opta por ter mais discrição na hora de conduzir um caso que envolve direito de família, como um divórcio ou inventário.

Nesses casos o advogado que atua na área deve ter em mente dar opções para resolver as questões de forma amigável, via conciliação e com reuniões entre os advogados das partes, sem que haja a necessidade de um tramite judicial para solucionar o impasse, ou mesmo levando ao Judiciário a questão já praticamente resolvida, apenas para ser homologada pelo juiz.

Especialmente em casos onde há um entendimento entre as partes, ou chegar a um consenso seja algo possível, o advogado pode atuar como um mediador, buscando a conciliação, como é o caso do divórcio consensual ou onde as partes concordam sobre a separação e divisão de bens de uma herança, por exemplo.

A via conciliatória também deve ser a primeira opção em casos de pensão alimentícia e guarda dos filhos, sendo que um processo judicial só deve ser iniciado caso uma das partes se sinta prejudicada e não haja um consenso.

O escritório de advocacia pode auxiliar no desenvolvimento de um processo menos turbulento, usando as vias judiciais apenas quando estritamente necessário. Entenda como é realizada a conciliação na esfera jurídica para se inteirar do processo.

Casos sem conciliação

Caso não seja possível alcançar um consenso entre as partes usando a conciliação, o advogado terá a prerrogativa de defender judicialmente os interesses da parte contratante.

Isso pode ocorrer no caso de divórcio, por exemplo, caso ambos não concordem com a divisão dos bens, no caso da falta de pagamento de pensão alimentícia e o requerimento da prisão civil e outros.

São diversos os casos onde o advogado especialista nesta área pode atuar para facilitar o desenvolvimento do processo, levando em consideração também os interesses da família e diminuindo os conflitos.

Posts relacionados

Revisão de Contrato de Locação no período do Coronavírus
A Pandemia do Coronavírus acarretou a adoção de medidas públicas de restrição de circulação e, consequentemente, das atividades econômicas. Dentro desse contexto houve um inegável impacto econômico sem precedentes, fazendo com que tanto a…

Advogado de direito civil, especialista no ramo de direito imobiliário, explica ações de despejo para locador e locatários
Segundo dados do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) em abril tiveram início 1.461 ações de despejo por falta de pagamento, um aumento de 10% quando comparado com o mês de abril de 2014 quando foram 1.329 ações. No mesmo mês foram 883 a…

Separação no cartório pode ser realizada em menor tempo e sem custos
Em 2007 foi aprovada a lei 11.441 que permite realizar o divórcio consensual em cartórios de notas de todo o país, desburocratizando o processo. Em 2013 foram realizados 58.742 divórcios em cartórios de notas, segundo o Colégio Notarial do Bras…