Direito do TrabalhoAo ser contratado por uma empresa, o trabalhador irá estabelecer um vínculo com o empregador a partir de um contrato de trabalho, sendo aconselhável que esse contrato seja realizado por escrito.

A CLT – Consolidação das Leis do Trabalho – é a responsável por determinar as regras e normas para as duas partes, que precisam ser obedecidas.

Muitas vezes, o empregado não sabe qual é o seu Direito do Trabalho e tem dificuldades para entender o que a CLT garante aos trabalhadores, por isso é importante que conheça e entenda um pouco mais.

Mesmo porque, ao conhecer seus direitos, há menos chances de você se prejudicar, pois quando houver irregularidades, o empregado vai procurar a ajuda de um profissional, no caso um advogado trabalhista, para solucionar suas questões trabalhistas.

O trabalhador brasileiro possui muitos direitos que são garantidos pelos artigos da CLT, que consta em um documento que estabelece regras individuais e coletivas de trabalho.

Conheça a seguir quais são os principais direitos trabalhistas que devem ser oferecidos pelos contratantes:

  • Salário: A remuneração não deverá ser inferior ao piso da categoria.
  • Irredutibilidade Salarial: O salário não pode ser reduzido, salvo disposto em convenção ou acordo coletivo.
  • Seguro Desemprego: Para empregados com mais de seis meses de carteira assinada.
  • Vale-transporte: É concedido para a locomoção do trabalhador, com desconto de até 6% do salário bruto.
  • Férias remuneradas: Todos possuem direito a 30 dias corridos de férias a cada 12 meses de trabalho com, ao menos, um terço a mais do salário comum, desde que não tenha mais do que cinco faltas sem justificativas.
  • 13º salário: O pagamento é feito em duas parcelas, com base na remuneração. A primeira parcela deve ser realizada até 30 de novembro e a segunda, até 20 de dezembro.
  • Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS): A empresa deve recolher 8% do salário bruto do funcionário para o FGTS, sendo que esse valor é depositado em contas vinculadas na Caixa Econômica Federal. Quando houver demissão ou aposentadoria, o empregado poderá sacar o valor depositado durante o seu tempo de serviço.
  • Aviso Prévio em caso de dispensa, etc.

Posts relacionados

Entenda como funciona a reclamação trabalhista
Muitas pessoas buscam saber como funciona a reclamação trabalhista de olho em uma possível reparação após se sentirem lesadas, de alguma forma, por uma empresa com quem possuíam vínculo empregatício. Dentro da extensa área de direito trabal…

Direito trabalhista: Assessoria Jurídica Trabalhista em tempos de crise
Estar atento a todos os detalhes do direito trabalhista é um cuidado que deve estar sempre entre as prioridades de todas as empresas, de modo a evitar futuras dores de cabeça com passivos trabalhistas e outras dúvidas relacionadas às obrigações…

Verbas Rescisórias na Pandemia (COVID-19)
Diante do atual cenário nunca vivenciado pelos brasileiros, com a pandemia e, consequentemente, o estado de calamidade pública decretado pelo Governo Federal, muitos trabalhadores têm dúvidas quanto às verbas a serem pagas pelas empresas em cas…