O novo Aviso Prévio que está contido na Lei 12.506, completa em novembro dois anos de existência e condiz com o aumento do prazo para cumprimento do aviso prévio, contudo, a lei ainda gera muitas dúvidas aos trabalhadores.

Por isso, é preciso que conheça mais informações sobre essa norma e esclareça suas questões com um de nossos advogados.

Antes, os empregados com até um ano de serviço na mesma empresa, tinham o período de 30 dias de aviso prévio.

Depois da nova lei, após completar um ano de trabalho, o trabalhador ganha os 30 dias com mais três dias para cada ano de serviço, até o máximo de 60 dias, podendo chegar a 90 dias.

Uma dúvida comum está relacionada ao período de carência que não foi alterado. Ou seja, se o trabalhador for demitido após o primeiro dia de sua jornada de trabalho, ainda terá direito ao mínimo de 30 dias de aviso prévio – com exceção se o contrato for por prazo determinado ou de experiência.

Aviso Prévio: Regras

Outra dúvida gerada frequentemente é quanto à modificação de jornada de trabalho durante o aviso prévio trabalho.

A nova Lei não apresenta qualquer mudança à regra celetista de redução de jornada durante o cumprimento do aviso prévio.

Sendo assim, o empregado tem direito a redução de duas horas na jornada de trabalho ou sete dias de folga corridos.

Vale destacar que, nos tribunais, a decisão tomada vai depender se o aviso prévio é trabalhado ou indenizado, logo, não pode ser misto.

Portanto, quando o aviso prévio proporcional for indenizado, deve ser pelo período todo, porém, quando for trabalhado, não pode ser exigido que se pague parte do aviso e trabalhe a outra parte, então, deverá ser também pelo período todo.

Se você foi demitido recentemente e possui dúvidas, entre em contato com a nossa advocacia trabalhista e esclareça todas as suas questões.

Posts relacionados

Entenda como funciona a reclamação trabalhista
Muitas pessoas buscam saber como funciona a reclamação trabalhista de olho em uma possível reparação após se sentirem lesadas, de alguma forma, por uma empresa com quem possuíam vínculo empregatício. Dentro da extensa área de direito trabal…

Direito trabalhista: Assessoria Jurídica Trabalhista em tempos de crise
Estar atento a todos os detalhes do direito trabalhista é um cuidado que deve estar sempre entre as prioridades de todas as empresas, de modo a evitar futuras dores de cabeça com passivos trabalhistas e outras dúvidas relacionadas às obrigações…

Verbas Rescisórias na Pandemia (COVID-19)
Diante do atual cenário nunca vivenciado pelos brasileiros, com a pandemia e, consequentemente, o estado de calamidade pública decretado pelo Governo Federal, muitos trabalhadores têm dúvidas quanto às verbas a serem pagas pelas empresas em cas…