reclamação trabalhista para bancário

A categoria de bancário tem os direitos resguardados pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e também pela Convenção Coletiva de Trabalho da categoria.

Quando violados os direitos trabalhistas assegurados por esses mecanismos, é possível entrar com uma reclamação trabalhista para bancário com auxílio de um advogado.

Como funciona a reclamação trabalhista para bancário?

Inicialmente, para entrar com uma reclamação trabalhista, o bancário deve procurar um advogado assim que suspeitar de irregularidades trabalhistas. No caso dos bancários, as motivações mais recorrentes são:

  • Pagamento de horas extras;
  • Adicional noturno;
  • Equiparação salarial;
  • Cargo de confiança;
  • Desvio de função;
  • Pagamento de PLR;
  • Danos morais;
  • Assédio sexual ou moral;
  • Doenças relacionadas ao trabalho etc.

Em todos esses casos, o bancário tem direito de reaver na justiça o pagamento devido ou a legalização da condição de trabalho.

Entretanto, para que possa entrar com uma reclamação trabalhista é necessário contar com o auxílio de um advogado devidamente registrado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Como o advogado para bancário irá proceder?

O advogado irá esclarecer todas as dúvidas do bancário e organizar quais os documentos podem comprovar as acusações do empregado.

Após em posse dessas comprovações, o advogado elabora a reclamação trabalhista, na qual apresenta os requerimentos iniciais que irão sustentar o processo judicial.

É comum que, antes de ser julgada em juízo, uma reclamação trabalhista passe por uma tentativa de acordo, na qual as duas partes são convocadas e buscam resolver a questão amigavelmente, evitando que o caso seja julgado por um juiz.

É fundamental que o reclamante converse com o advogado para bancário antes da tentativa de acordo e que o advogado esteja presente no dia.

São muitos os casos que são resolvidos em acordo, evitando desgaste de ambas as partes. O profissional deve ouvir as indicações do advogado, sendo possível chegar a um acordo vantajoso para os envolvidos.

Caso não seja possível firmar um acordo, o processo é encaminhado para um juiz. A empresa processada terá a chance de apresentar uma peça de defesa e será marcada uma audiência na qual, após avaliar a argumentação da acusação e da defesa, o juiz determinará o ganho de causa ou não.

Na reclamação trabalhista para bancário o caso costuma se desenvolver sem surpresas. Um advogado de confiança e especializado na área bancária buscará assegurar-se da segurança das provas e da sustentação do processo, garantindo que o empregado possa reaver os direitos trabalhistas garantidos na legislação.

Deseja mais informações sobre a reclamação trabalhista para bancários?

Preencha o formulário abaixo:

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Posts relacionados

Entenda como funciona a reclamação trabalhista
Muitas pessoas buscam saber como funciona a reclamação trabalhista de olho em uma possível reparação após se sentirem lesadas, de alguma forma, por uma empresa com quem possuíam vínculo empregatício. Dentro da extensa área de direito trabal…

Direito trabalhista: Assessoria Jurídica Trabalhista em tempos de crise
Estar atento a todos os detalhes do direito trabalhista é um cuidado que deve estar sempre entre as prioridades de todas as empresas, de modo a evitar futuras dores de cabeça com passivos trabalhistas e outras dúvidas relacionadas às obrigações…

Verbas Rescisórias na Pandemia (COVID-19)
Diante do atual cenário nunca vivenciado pelos brasileiros, com a pandemia e, consequentemente, o estado de calamidade pública decretado pelo Governo Federal, muitos trabalhadores têm dúvidas quanto às verbas a serem pagas pelas empresas em cas…