Muitas empresas desconhecem o risco no preenchimento errôneo do comunicado de acidente do trabalho. É preciso ter cautela ao preencher o campo correto do CAT, que contém a descrição da situação geradora do acidente ou doença.

Isso porque a falha na descrição poderá ocasionar a culpa do empregador, passível de indenização por danos materiais na justiça do trabalho, elevação da alíquota do Fator Acidentário de Prevenção, bem como ação regressiva do INSS, objetivando o ressarcimento do valor pago a título de benefício previdenciário na modalidade acidente do trabalho.

Para tanto, há necessidade de contratação de assessoria jurídica, pois um advogado especialista poderá orientar a empresa na emissão do Comunicado de Acidente de Trabalho, fazendo com que não haja elevação da alíquota, que poderá variar de 1%, 2% ou 3% da tarifação coletiva por subclasse econômica, incidentes sobre a folha de salários das empresas.

assessoria jurídica empresarial nas relações previdenciárias e trabalhistas

Como uma assessoria jurídica poderá auxiliar na relações previdenciárias e trabalhistas?

É importante frisar que a contratação de uma assessoria jurídica implicará, também, na adoção de medidas preventivas e de proteção à saúde e segurança do trabalhador, o que impedirá a ocorrência de acidente do trabalho, posto que o INSS tem direito ao regresso.

Dessa forma, comprovada a negligência da empresa, a autarquia poderá requerer o ressarcimento dos valores despendidos em razão da concessão de benefício previdenciário.

Por outro lado, a assessoria jurídica atuará, também, na prevenção desses acidentes, por meio do cumprimento integral das normas regulamentadoras relativas à segurança e medicina do trabalho, emitidas pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social.

Neste sentido é o julgado abaixo:

CIVIL E PREVIDENCIÁRIO. ACIDENTE DE TRABALHO. BENEFÍCIO ACIDENTÁRIO. PENSÃO POR MORTE. AÇÃO REGRESSIVA DO INSS CONTRA O EMPREGADOR. ART. 120 DA LEI Nº 8.213 /91. CULPA DA EMPRESA. NEGLIGÊNCIA. NÃO COMPROVAÇÃO.

O artigo 120 da Lei nº 8.213 /91 é claro ao vincular o direito de regresso da autarquia previdenciária à comprovação da negligência por parte do empregador quanto às normas padrão de segurança e higiene do trabalho, indicadas para a proteção individual e coletiva.

Ante a não comprovação de conduta negligente por parte da empresa, a improcedência do pedido é medida que se impõe. TRF-4 – APELAÇÃO CIVEL AC 50326425520114047000 PR 5032642-55.2011.404.7000 (TRF-4), DATA DE PUBLICAÇÃO 29/01/2015.

 Assim, tem-se que a assessoria jurídica vai além dos contratos de trabalho, adentrando, também, a área previdenciária e minimizando a alíquota do Fator Previdenciário de Acidentes, por meio da adoção das medidas preventivas, fazendo com que o empresário ocupe o seu tempo com a busca de novos mercados.

Posts relacionados

Advogado Especialista em Assessoria Jurídica
A complexidade legal para abertura e operação de empresas no Brasil demanda que os negócios, independentemente do porte e segmento, precisem do auxílio de um advogado especialista em assessoria jurídica para mitigar problemas com a observância …

Direito para startup: Como funciona?
Com a expansão desse modelo de negócio, os empreendedores precisam pensar desde o primeiro momento no direito para startup, garantindo que a empresa emergente esteja em conformidade com as questões legais exigidas. Ainda que tenha característi…

Quando contratar uma consultoria jurídica?
Apesar da expectativa do empresariado para 2020 estar mais positiva, alcançando os 80% conforme reportagem publicada pelo jornal DCI, é fundamental que os gestores sejam mais preventivos quando o assunto é o controle de gastos. Isso inclui não so…