É prática comum entre as instituições financeiras, a contratação de bancários com jornada de oito horas, sob a alegação de cargo de confiança, em especial o cargo de gerente de relacionamento.

Para tanto, os bancos costumam pagar um terço a mais na remuneração, justificando como gratificação de função, quando na verdade trata-se de simples bancários de seis horas.

Advocacia

Ao procurar um escritório de advocacia, você vai entender que para que a sétima e oitava horas sejam quitadas, com a observância do divisor 150, conforme entendimento do Tribunal Superior do Trabalho, se faz necessário a propositura de reclamação trabalhista, visando a desconstituição do cargo de confiança.

Através da nossa advocacia, com o apoio do advogado de bancário especializado, pleitearemos o afastamento do cargo de confiança, com a demonstração das efetivas atividades do gerente de relacionamento, posto que não tem alçada para liberação de créditos, voto em comitê de crédito, dentre outras fidúcias que justificam o labor do bancário na jornada de oito horas.

Posts relacionados

Revisão da vida inteira
Recentemente o Superior Tribunal de Justiça (Tema 999 – julgado em 11/12/2019), fixou o entendimento pela possibilidade de aplicação da tese da revisão da vida inteira, que consiste em recalcular a média salarial, considerando todos os salári…

Advogado especialista em direito imobiliário
O advogado especialista em direito imobiliário é um profissional que pode auxiliar o cliente na realização ou arrependimento das transações envolvendo imóveis, seja compra e venda, doação, locação de imóveis residenciais e comerciais, pos…

Inventário extrajudicial: Você precisa de um advogado
A perda de um ente querido é um momento que requer a realização de vários procedimentos complexos, tanto do ponto de vista psicológico quanto do burocrático. Neste último, um dos processos que devem ser iniciados é o do inventário extrajudic…