É cada vez mais frequente ver trabalhadores entrando com ações na justiça contra as empresas. O motivo de esse aumento no número de acionamentos judiciais não é somente em decorrência da má fé das empresas. O fato é baseado também no melhor entendimento do direito trabalhista pelos trabalhadores.

Quando se trata de justiça do trabalho, é infinita a lista de motivações que levam os empregados a assumir uma postura tão extremista. Embora a listagem inclua muitas razões, há alguns motivos que podem ser classificados como mais frequentes. Alguns deles são as horas extras não pagas, danos materiais e/ou morais, assédio sexual ou moral, pagamento de insalubridade, rescisão de contrato. Outra motivação recorrente para ações na justiça contra empresas é o padecimento de doenças ocupacionais.

Veja a seguir, informações relevantes sobre estas motivações.

Horas extras não pagas

O pagamento de horas extras é uma obrigação da empresa, inclusive esta questão está prevista na CLT. Falhas no registro do ponto, funcionários coagidos e desconhecimento da lei são apenas algumas situações que podem ocasionar o não pagamento das horas extras trabalhadas. Para que o trabalhador prove que realizou este horário extra, ele poderá apresentar documentos como mensagens de texto e e-mails respondidos fora do horário de expediente, controle de entrada e saída de estacionamento e catracas de acesso de prédios comerciais, sem contar a prova testemunhal.

Direito trabalhista aborda danos materiais e morais

Infelizmente, é comum a ocorrência de situações que ocasionem constrangimento ou humilhação dentro do âmbito das empresas. Inclusive, as agressões verbais podem ocorrer e é preciso saber como lidar com a situação. De todas as formas, humilhações, constrangimentos e agressões verbais podem ser qualificadas como danos morais. Quem sofrer este tipo de violência moral pode ingressar com a ação trabalhista. Para constatar o dano, o empregado poderá valer-se de testemunha, ou até mesmo documentos.

Assédio sexual

O assédio sexual tem sido um assunto bastante discutido. Infelizmente, não é novidade que muitos gestores se aproveitam de sua posição superior para tentar outro tipo de contato e relação com os empregados.

Pagamento de adicional de insalubridade

O pagamento do adicional de insalubridade também é uma situação que demanda cuidado. Há empresas que insistem em manter os empregados à margem do pagamento de adicional insalubridade.

Como este direito nem sempre é conhecido pelos trabalhadores, muitos não sabem em quais condições de trabalho é possível receber este adicional. Neste caso, o advogado trabalhista poderá assessorá-lo quanto aos seus direitos e fazer valer o cumprimento do adicional perante as ações legais cabíveis.

Rescisão de contrato

Outra situação que gera dúvidas é a rescisão de contrato. Dentro do assunto, é possível identificar questionamentos acerca das razões que baseiam a demissão por justa causa e as demissões voluntárias. Também é recorrente dúvidas quanto à possibilidade de acordos, o que hoje é plenamente possível ante a nova previsão de rescisão contratual por mútuo acordo, sendo devido ao empregado além das verbas rescisórias, metade da multa do FGTS e do aviso prévio e levantamento de 80% do valor depositado na conta vinculada do FGTS, impossibilitando o ingresso no Programa de Seguro Desemprego.

Doenças ocupacionais

As doenças fruto da ocupação que a pessoa exerce independem de sua função. Isto é, elas podem aparecer em indivíduos com as mais variadas profissões. Elas podem estar ligadas à repetição de movimentos tais como a lesão por esforços repetitivos, distúrbios do sistema osteomuscular.

Além dos motivos citados no artigo, há muitas razões pelas quais as pessoas decidem acionar a justiça e lutar pelo seu direito trabalhista. Saiba mais informações sobre o assunto acessando as outras matérias do blog!

Posts relacionados

Entenda como funciona a reclamação trabalhista
Muitas pessoas buscam saber como funciona a reclamação trabalhista de olho em uma possível reparação após se sentirem lesadas, de alguma forma, por uma empresa com quem possuíam vínculo empregatício. Dentro da extensa área de direito trabal…

Direito trabalhista: Assessoria Jurídica Trabalhista em tempos de crise
Estar atento a todos os detalhes do direito trabalhista é um cuidado que deve estar sempre entre as prioridades de todas as empresas, de modo a evitar futuras dores de cabeça com passivos trabalhistas e outras dúvidas relacionadas às obrigações…

Verbas Rescisórias na Pandemia (COVID-19)
Diante do atual cenário nunca vivenciado pelos brasileiros, com a pandemia e, consequentemente, o estado de calamidade pública decretado pelo Governo Federal, muitos trabalhadores têm dúvidas quanto às verbas a serem pagas pelas empresas em cas…