out 11

Direitos dos caixas de banco

Tags:

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria de bancários assegura uma série de direitos aos profissionais que atuam em bancos no território nacional, independentemente do estado.

Existem direitos que se estendem a todos os bancários e aqueles de acordo com a função, como no caso de caixas de banco.

Caso tenha algum direito violado, o bancário pode procurar pela assistência de um advogado trabalhista. Conheça alguns dos direitos dos caixas de banco.

Jornada de trabalho

advogado para bancárioO bancário que atua como caixa de banco tem o direito ao cumprimento de uma jornada diária de trabalho de seis horas.

A remuneração para a jornada de seis horas é de R$ R$ 1.802,48 e de R$ 1.976,10 após 90 dias de vínculo empregatício.

No caso dos bancários, as horas extras realizadas têm um adicional de 50% do valor da hora normal.

Além disso, o caixa de banco tem direito a um intervalo de 15 minutos para descanso durante o período da jornada de trabalho de seis horas.

Importa destacar que caso a jornada do caixa seja prorrogada, fará jus a uma hora de intervalo para refeição e descanso, eis que ultrapassada a jornada de seis horas.

Caso esta regra não seja respeitada, o caixa terá direito a uma hora extra por dia com acréscimo de cinquenta por cento, por violação ao intervalo para refeição e descanso.

Gratificação por quebra de caixa

A quebra de caixa é um tipo de gratificação devida ao caixa de banco com o objetivo de cobrir os riscos assumidos pela função que exige constante manuseio de valores.

Dessa forma, caso haja uma diferença no fechamento do caixa, o bancário não tem o desconto no salário, mas apenas na gratificação.

O desconto do salário do caixa é considerado abusivo e o empregado pode procurar por um advogado trabalhista para reaver os direitos dele.

Auxílio creche/babá

Um direito que se estende a todos os bancários, incluindo o caixa de banco, é o auxílio-creche, que consiste em um reembolso mensal no valor de R$ 394,70 para despesas, devidamente comprovadas, com creche ou babá.

O benefício é direito de pais com filhos que tenham até 71 meses.

Participação nos lucros e resultados

A participação nos lucros e resultados da instituição financeira também é um direito que se estende a todos os bancários, incluindo o caixa.

Atualmente, a CCT determina que o valor a ser pago ao bancário na PLR consiste em 90% do salário-base, mais um acréscimo de R$ 2.021,79, com um limite de R$ 10.845,92.

Como o valor pode ser alterado anualmente, de acordo com novos direitos adquiridos, é importante que o bancário mantenha contato com um advogado especialista que possa assegurar os direitos.

Quando procurar um advogado trabalhista?

O caixa de banco ou qualquer outro empregado, pode procurar por um advogado trabalhista quando tiver um dos direitos dele descumpridos pela instituição financeira.

Caso haja a suspeita de recebimento indevido, assédio, desfio de função ou qualquer tipo de descumprimento legal, o advogado trabalhista pode ser procurado para consulta.